Seja Muito Bem Vindo(a)...

As pessoas tem o direito de não gostar do meu jeito,mas às vezes gostam tanto q levam um pouco dele c/elas.
O meu amor eu guardo p/os mais especiais.Ñ sigo todas as regras e às vezes ajo por impulso..
Erro;admito.Aprendo;ensino...Todos erram um dia:por descuido,inocência ou maldade.
As pessoas julgam,eu julgo.
Ñ
sou qualquer uma,tenho meus limites e respeito meus sentimentos.
Mudo d opinião, mas ñ d princípios.A felicidade é meu limite,meu paraíso sou eu qm faço!

sábado, 27 de junho de 2009

Problemas...



Vejo tantas pessoas falando tenho problemas...


Ah o meu é no meu serviço... Meu chefe aquele mala...

Ah o meu é em casa, com mãe e pai... Acham que mandam em mim sendo que já tenho 18 anos a um tempo.

Ah o meu é com amigas... Elas já não são mais as mesmas, não me oferecem mais o ombro...

Ah o meu é meu namorado... Algo estranho entre nós escondido não sei onde, muito menos quando vai se desvendar...

Meu chefe alguém bem sucedido... Que meu "eu" proficional almeja ser...

Minha mãe porque não faço nada do jeito dela, meu pai diz que tô chegando tarde...

Minhas amigas lembram de mim quando elas precisam mas não são capazes de perguntar:

- Ta tudo bem por ai???

Meu namorado com os problemas dele pra resolver... Eu sem nada poder fazer...

Todos esses o problemas sou EU cada um com seus motivos...

Logo eu que sempre procuro dar o melhor de mim

recebo reclamações de pessoas que pra mim são importantes...

Pessoas que jamais quisera eu atrapalhar suas vidas ser impesilio...

Problemas esses que mais uma vez não posso resolver.


Autora: Janinha maciel

Data: 27/06/09 19:24

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Seja um idiota


A idiotice é vital para a felicidade.


Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins.No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele. Pobre dele.Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.
Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? hahahahahahahahaha!...Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí,o que elas farão se já não têm por que se desesperar?Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não.Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa.
Dura, densa, e bem ruim.Brincar é legal. Entendeu?Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,não tomar chuva. Pule corda!Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte.Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.
Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são:passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!


Autor: Arnaldo Jabor.


Bom fim de semana!!!
Bjs

quarta-feira, 24 de junho de 2009


terça-feira, 23 de junho de 2009

Bendita Internet


Bendita Internet

que nos permite escondidos atrás de um nick

desnudas os sentimentos

Bendita Internet

que sem ajuda de ninguém permite

colocar nos tais Web sites

aquela poesia que ninguém mais quer ler

Bendita Internet

que preenche a tela com palavras, povoando

a nossa solidão

Bendita Internet

que descobre novas facetas ou

desperta outras há

muito adormecidas

Bendita Internet

que traza pessoas para dentro de nossa vida

patrimônio de lembranças

Bendita Internet

que ainda nos faz correr atrás de sonhos.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

DAR NÃO É FAZER AMOR



Dar é dar.
Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.

Mas dar é bom pra cacete.

Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...

Te chama de nomes que eu não escreveria...

Não te vira com delicadeza...

Não sente vergonha de ritmos animais.

Dar é bom.

Melhor do que dar, só dar por dar.

Dar sem querer casar...

Sem querer apresentar pra mãe...

Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.

Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral...

Te amolece o gingado...

Te molha o instinto.

Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.

Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.

Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.

Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.

Dar é bom, na hora.

Durante um mês.

Para os mais desavisados, talvez anos.

Mas dar é dar demais e ficar vazio.

Dar é não ganhar.

É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.

É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.

É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra daro primeiro abraço de Ano Novo e pra falar:

'Que que cê acha, amor?'

É não ter companhia garantida para viajar.

É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.

Dar é não querer dormir encaixadinho...

É não ter alguém para ouvir seus dengos...

Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.

Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.

Esse sim é o maior tesão.

Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar.

Experimente ser amado...

Autor: Luis Fernando Veríssimo

domingo, 21 de junho de 2009

Recomeçando...

Simplesmente de volta pro blog agora ñ vou abandonar ele...

Boa semana


bjs...